Queridos leitores...

No blog Histórias da Sementinha reúno histórias Bíblicas infantis para serem trabalhadas com as crianças, meu intuito é cooperar para que a Palavra de Deus possa chegar às crianças de forma lúdica, eficaz e verdadeira.

As histórias contidas no blog foram coletadas na internet para o meu uso pessoal, com o tempo comecei a postar para deixá-las reunidas de forma a facilitar meu ministério diário, o que começou como uma simples coleção de histórias se espalhou e se tornou útil também para diversas pessoas, sendo mães, pais, avós e ministros do evangelismo infantil.

Estou completamente aberta à sugestões e críticas CONSTRUTIVAS. Se for encontrado no blog qualquer erro de ortografia, irregularidade contra a lei de direitos autorais, ou histórias que estão em desacordo com a Bíblia Sagrada peço que entre em contato comigo para que eu possa imediatamente corrigir, me retratar ou excluir a postagem, peço a compreensão de todos e apesar do meu pouco tempo disponível para a manutenção deste blog, espero que ele seja diariamente um instrumento de bênção na vida das pessoas, principalmente àqueles que possuem pouco ou nenhum recurso para a divulgação do Evangelho de Jesus Cristo nosso Senhor.

Aproveitem as histórias, divulguem e não esqueçam de deixarem mensagens, farei questão de responder a cada uma!

Que Deus abençoe cada visitante! Para todos deixo o Salmo 139.

.

.

20 de janeiro de 2017



Esta é mais uma história que o nosso blog disponibilizava em sua forma íntegra, mas em respeito à editora e às leis de direitos autorais resolvemos retirar do ar.

Abaixo disponibilizo o link do site oficial da APEC onde a história de Madugu poderá ser adquirida, basta clicar na imagem para adquirir. Quem ainda não conhece precisa conhecer esta história missionária verídica que aconteceu na Libéria, adequada para crianças entre quatro e doze anos. 



A história acontece em um país africano, chamado Libéria. Madugu era um menino muçulmano. Ele caminhava mancando e a dor da perna machucada era tanta, que mordia os lábios. Ele sabia que os missionários que moravam em sua região, tinham remédios que aliviariam a sua dor. Mas como se aproximar? Os missionários eram cristãos e ele era muçulmano. Certos muçulmanos não permitiam que um cristão os tocassem. Porém, decidindo ir até eles, DEUS usou a vida dos missionários para que não só tratassem de sua perna com medicamentos, mas também sua alma, apresentando o Plano de Salvação através do Livro Sem Palavras.

Inclui: Figuras em cartazes (12 páginas) - Livro Roteiro – Explicação do Livro Sem Palavras (para reproduzir)

Fonte: http://apeconline.com.br/madugu.html



Livro sem palavras





A história do Livro sem Palavras é incrível e envolvente, representa toda a jornada do ser humano que busca a salvação em Cristo Jesus, para as crianças é uma forma bem clara de compreender o Plano da Salvação.

Nosso blog disponibilizava esta história em sua forma íntegra, mas em respeito à editora e às leis de direitos autorais resolvemos retirar do ar. Quem ainda não conhece precisa conhecer, principalmente professores que lecionam na Escola Bíblica Dominical e evangelistas de crianças.

Abaixo disponibilizo o site oficial onde o Livro sem Palavras poderá ser adquirido e um breve resumo sobre a criação desta obra tão fascinante. Converse com as crianças e conte a história, que é um excelente instrumento de evangelização.







O Livro Sem Palavras, primeiro com apenas três páginas - nas cores preto, vermelho e branco - foi apresentado por Charles Spurgeon em 1866. Ao pregar no Tabernáculo Metropolitano, em Londres, seu sermão tinha o título "O Livro Sem Palavras". O Sr. Spurgeon falou sobre um antigo ministro que reuniu três páginas e as folheava frequentemente para lembrar-se dos seus pecados, do sangue de Cristo derramado por ele e da purificação "mas branca do que a neve" concedida para ele.
Não se sabe quando a página dourada foi acrescentada, mas ela trouxe outra dimensão. Harry A. Ironside, que se tornou pastor da Moody Memorial Church, em Chigago. O Livro Sem Palavras estava sendo publicado em Londres, na época.
Quando a CEF começou a imprimir o livrinho, 15 anos mais tarde, eles adicionaram a última cor, verde, para representar o crescimento na nova vida. Publicaram também um folheto ensinando como usar o livro, e incluindo versículos bíblicos para cada página.
Nos anos que se seguiram, o Livro Sem Palavras foi levado por missionários a mais de 120 países do mundo, guiando milhares de meninos e meninas a Cristo. Por meio da linguagem universal da cor, Deus tem usado este meio eficaz para comunicar sua maravilhosa Mensagem da Salvação, talvez mais do que qualquer outro instrumento na História. Você pode também participar deste rico legado dos que têm sido fiéis na evangelização de crianças.
O Livro Sem Palavras foi também ensinado às crianças salvas que desejavam compartilhar sua fé com outros. Muitas crianças foram levadas a Cristo por outras crianças usando esta ferramenta simples. Transmita instruções claras e dê oportunidade para a prática à medida que passa este rico legado a uma nova geração.

FONTE: Retirado da Bíblia de Recursos para o Ministério com Crianças - Editora HAGNOS e Elaborada com a APEC